Jesus faz aniversário e quem ganha o presente é você!

vENDASe você mora pra lá de Jijoca de Jericoaquara e não consegue vir pra terra do Minhocão pra visitar a exposição Magioska, não se apoquente porque agora Lady Guedes disponibilizou todo o acervo para olhar e comprar pela internet, através do site da Galeria Magenta. É sua chance de investir (veja bem, investir, não gastar) o que sobrou do seu 13º e ter um Hiro aquecendo o ambiente da sua casa.
vendamagi
Também num ato de bondade e crença na raça humana, os antigos trabalhos também estão com um desconto de até 50%, mas deixa passar o Natal pra ver a coisa crescer de novo.

Miséria pouca é bobagem pra quem não gosta de Natal

Para aqueles que não curtem o Natal por causa do sorriso amarelo dos parentes, a orgia de fritura e peru cheio de gordura amarela com Coca-Cola o dia inteiro, os amigo-secretos de presentes de 50 reais comprados com 20 e aquele almoço básico natalino na casa das tias onde não tem lugar pra tirar um cochilo, dêem uma lida nos relatos do site “My Miserable Christmas” que você se sentira pelo menos mais afortunado por poder dormir em uma cama seca no dia do nascimento do menino Jesus.
MiserableÉ tanta miséria que dá inspiração pra escrever uma história em quadrinhos, algo como ‘Como Não Sobrevivi ao Meu Câncer Natalino”.

Natal da turma da Mônica

Como o Natal tá chegando, nada mais oportuno do que subir esse post que lembra Natal feliz e ingênuo.

A moçadinha mais nova não conhece, mas senti cheiro de Amendocrem com Biotônico Fontoura quando vi isso:

O Natal da Turma da Mônica era um desenho que passava nas vésperas de Natal na Globo há mais de 30 anos. Era um tempo que não existia TV a cabo, internet, Coca Light e nem a Fernanda Lima.

Depois que o desenho acabava, a gente comia a ceia de Natal e abria os presentes…(lagriminha)
Vendo esse desenho minhas rugas e cabelos brancos sumiram. A musiquinha do final está grudada na minha cabeça até hoje.

Eu me tornei mais sociável quando criança por causa desse desenho. Eu cantava “Feliz Natal pra todos, Feliz Natal” pros meus tios e agregados num tom desafinato allegro, até ganhar sorvete ou uns trocados pra parar de cantarolar esse refrão.

E nunca havia me tocado como o Bidu é irritante nesse filme.

Era um tempo onde comecei a desenhar usando um clipart feito de papel de seda com carbono chamado “Desenhocop” (aliás, o criador dessa engenhoca era um sujeito chamado Toninho Duarte, já falecido). Eram folhas com desenhos de bichos ou carros, traçados com carbono. Aí a gente passava o lápis com cuidado (pra durar duas ou três vezes mais), transferia o desenho pro caderno e pintava.

Tinha um desenho também que passava na Cultura, em preto e branco, de um sujeito que montava uma árvore de Natal e viajava pro espaço num foguete feito de telhas Eternit pra conseguir a estrela que fica no topo…procurei no Youtube mas nem sei por onde começar. Também foi parte da minha infância.

Eu REALMENTE estou ficando velho!

(em tempo: tem alguns ranhentos que reclamaram que esse curta está presente nos DVDs dos novos desenhos do Maurício. Tudo bem, mas nem todo mundo aqui compra DVD do Maurício, certo?)

Natal

Essa ilustração é livre pra quem não vê o espírito natalino em ganhar chave de fenda no amigo secreto, de chupar osso de frango nem tomar sorvete de creme mole no na ceia de Natal.

Podem fazer o download e enviar sem medo de ser feliz, é meu presente de Natal pra quem vai ver aquela tia feia no dia 25.

Brincadeiras à parte, Feliz Natal pra quem pode.