Coisas que ninguém sabe que eu desenho

Nem só de coisas fofas e mulheres curvosas vive um Hiro. Como é preciso comer, e comer bem, temos que trabalhar de vez em sempre por dinheiro, embora muitos puristas não concordem com isso. Não sei como, mas não concordam. Na hora em que dinheiro de Banco Imobiliário puder pagar conta de luz eu repenso sobre isso.

Geralmente são ilustrações de embalagens, ilustrações menores que auxiliam instruções, ou simplesmente ajudam a vender melhor uma paçoquinha. Ou são trabalhos em situações diferentes ou cuja publicação foi num espaço de tempo muito curto. Ou outros que nem foram aprovados pelos clientes.

Por exemplo, essas são frutas estão em embalagens das barrinhas de cereais da Taeq.

Esses moais foram feitos para rótulos de vinho também do Pão de Açúcar.

Esses aqui são ilustrações de traseiras de embalagens de produtos do Pão de Açúcar. Eu particularmente adoro fazer esses desenhinhos de back de embalagens, como modo de montagem de uma garrafa de corrida, luvinhas de borracha para uso não-proctológico, temperinhos de alho e para embalagem de frango assado. No final você tem uma coleção bonitinha de desenhos que parecem brindes de Kinder Ovo vetoriais.




Saladas de frutas vetoriais também entram no meu cardápio de trabalhos de vez em quando:

Pro McDonald’s, já fiz uma versão plastificada dos acepipes servidos nas McFestas:

E de vez em quando faço painéis para exibição de brindes de McLanche Feliz, como esse com o tema de “Uma Noite no Museu 2″

Durante um ano fiz ilustrações para os pôsteres da revista Carta na Escola:



Essa aí é uma dedicatória que eu fiz pro meu amigo Leandro Robles pra revista do Macaco Albino:

E essas duas Chapeuzinhos Vermelhos foram estudos que fiz pra um anúncio da Natura, que não rolou:


Um folder que fiz pro lançamento da Zafira: