Mutantinho?

O Marcelo enviou o link desse vídeo, de um garoto chamado Zach de apenas 3 anos que pinta como gente grande.

Pra mim só tem duas explicações: ou um ilustrador morreu e entrou no corpo desse moleque ou então isso é uma farsa bem montada por pais exibicionistas (já que não tiveram uma filhinha pra ser Miss Sunshine). Tem muita coisa esquisita, o vídeo é montado de maneira frenética e cortada que você nem tem certeza se é o menino ou a baixinha vidente do Poltergeist pintando essa Tartaruga Ninja.

Paintingkid
Como ele não tem comportamento de ser um autista savant como
esse garoto que pintou Roma inteira só de memória; os pais são felizes demais com ele pra ser um tumor no cérebro e nem é um caso digno do dr. House, tudo leva a crer que isso é fake. Até onde aprendi em fisiologia e anatomia, um cérebro de três anos não é desenvolvido o suficiente pra perceber formas e valores de brilho e cores, fora a coordenação motora. Uma batatinha com dois olhinhos seria o máximo que sairia desse rebentinho.

Ou seria uma inveja porque ele desenha melhor do que eu quando tinha 20 anos?

Dez reau pra ele!

Desenhista Mutante

Ilustradores e desenhistas, segurem o queixo.
Existem mutantes que desenham.

O nome dele é Stephen Wiltshire. Ele é autista.
Nesse filme (clique aqui), ele anda de helicóptero por 45 minutos sobre Roma, cidade que ele nunca esteve antes, e consegue ilustrar toda a cidade de memória com precisão fotográfica!!!
Dá até um arrepio na espinha!

Esses autistas, que tem o talento de memorizar uma lista telefônica de passagem com os olhos, ou esculpir uma réplica de um animal ou tocar uma sonata de Bach inteira só de memorizar uma vez, são chamados savants. E ao contrário dos demais, que potencializam um talento mas não conseguem conversar ou escovar os dentes, Stephen parece ter habilidades de conversação e sociais quase normais.

Demolidor existe!

Atenção fãs de Heroes e quadrinhos!
A verdade pode ser mais estranha que a ficção.

Apareceu no programa da Oprah (sim, eu tenho minhas fraquezas) uma matéria no mínimo bizarra.

Esse garoto se chama Ben Underwood, tem 14 anos.
Aos 3 anos de idade foi diagnosticado câncer em ambos os olhos e eles tiveram que ser extraídos.

Depois de alguns anos, ele aprendeu que podia se localizar dentro de um espaço, perceber as dimensões, identificar objetos, pessoas e lugares e até identificar espessuras e tamanhos sem usar bengala nem as mãos.
Pra fazer isso, ele estala várias vezes a língua no céu da boca, emitindo um som agudo. E pasmem, ele consegue fazer disso um sonar, como um morcego. Ou como Matt Murdock.

É impressionante. No programa mostra um trecho dele andando na calçada normalmente, e indicando tudo o que “vê” nos lados e pela frente. Perto de um carro, ele reconhece inclusive que tem uma picape na sua frente.

Se você sabe inglês, clique aqui pra ler essa história ou aqui pra ver o vídeo e sinta-se pequenininho porque não consegue encontrar as chaves de casa debaixo do próprio nariz.