Pegando carona no sucesso dos outros e ainda cuspindo no chão do carro

ratatoingRecentemente uma pequena discussão aconteceu nas listas do Ilustragrupo a respeito de uma empresa chamada Video Brinquedo, que lançou pequenas pérolas oportunistas, como Carrinhos, Ratatoing e outras “homenagens lucrativas” (vendem como camisinha no Carnaval).

Existe uma margem muito fina, como um hímen, que separa o plágio da associação de idéias. Embora seja algo descaradamente oportunista e sem alma, é puramente comercial. Não é uma obra pra se orgulhar pela sua qualidade, originalidade ou mesmo caráter, mas, infelizmente, isso acontece com tudo em relação ao mercado de entretenimento. Basta um filme fazer sucesso que surgem uma esteira de produtos patifes e com uma qualidade que parecem terem sido feitos dentro de um vagão do metrô Tatuapé na hora do rush. É inevitável. Você encontra coleções de livros infantis a preço de alface com títulos como “Procurando Remo”, “Alabbin”, vendidos na rua por ambulantes e que parecem ter sido ilustrados por bolivianos ilegais com pressa. Filmes rasteiros na cola de outros famosos, revistas fuleiras no rastro de outras que fazem sucesso, isso acontece até na natureza. São como rêmoras, aqueles peixes que grudam nos tubarões pra abocanhar migalhas e restos de comida sem fazer força. Aposto que você também têm um amigo ou cunhado que também tem o mesmo comportamento, abocanhando as coisas da sua geladeira, namorando suas ex ou dando seu telefone como referência pra conseguir comprar estante no crediário.

Existem casos extremos. Esse, por exemplo, transforma Ratatoing numa obra-prima da animação de periferia do Iraque em comparação.

Isso, acreditem ou não, é um jogo de Playstation 2, que não é um jogo, mas um filme (defina filme) pra se assistir com uma mão no joystick e outro no penico. Quer comprar um e infectar a sala? Aqui tá o link.

É a pior animação que já vi na minha vida, é tão ruim, tão ruim que chega a ser bom. Digno de se passar no Adult Swim. As aquarelas de fundo são de uma pobreza favélica, os personagens são cópias de originais da Disney feitos em papel de embrulhar mortadela por lenhadores sérvios fazendo bico como animadores. E a dublagem, my Gosh, a dublagem de todos animais é feita aparentemente por uma só pessoa.

Esse daí passou da falta de bom senso para assassinato de bom gosto e de direitos autorais.

E o pior é que tem muita gente que compra.

0 thoughts on “Pegando carona no sucesso dos outros e ainda cuspindo no chão do carro

  1. Sempre que eu vejo esse Ratatoing nas Americanas, comento com quem estiver no meu lado a seguinte cena:

    CRIANÇA EM CASA: Pai, compra pra mim o Ratatuí?
    PAI: Hmmm… como é esse filme?
    CRIANÇA: É sobre um rato na cozinha francesa. Não tem erro.
    PAI: Tá… (anotando) Rata-alguma-coisa.

    E o pai volta pra casa, para a infelicidade do probrezinho do filho, com o Ratatoing. Dá pra imaginar a decepção. Era que nem receber aquelas bonecas falsificadas quando eu era criança (só que bem pior).

    Acho que a maioria das vezes, o filme acaba sendo comprado assim.

  2. cara!
    isto pareceu um pesadelo decorrente de uma sessão de 20 horas de filmes da disney, daqueles pesadelos que você acorda chorando, gritando ou pior ainda, dá aquele pulo que chuta a esposa fora da cama.
    o gato tinha botas vermelhas, o urso parecia estar andando de skate. as vozes, e as vozes!! pata que parau, não vou dormir por uma semana.

  3. Putz! Esses aproveitadores sempre existiram, mas a cara-de-pau para fazer essas jóias está bem maior.

    Essa do Animal Soccer World dá até saudade das fitas de vídeo da Pocahontas ou do Mogli feitas pelo ilustre estúdio Goodtimes. Eram o “alto nível” em matéria das imitações da Disney.

  4. O Futebol dos Bichos original é um clássico da minha infância! Tinha presença garantida nos aniversários de criança dos anos 70, onde rolavam aquelas sessões de cineminha em Super 8.

    O curta, na verdade, era uma sequência do filme “Se minha cama voasse”, também da Disney.

    Agora, essa versão pirata é hilária. Faz a expressão “sérias restrições orçamentárias” ganhar um novo significado.

  5. Acho que o problema todo começou quando os animadores usaram aquele cão robô chinês imitação do cão da Sony como modelo pra desenhar e animar os personagens. Analisando assim, as andadas e movimentos de focinho ficaram perfeitas! :)

    Hiro, coloquei seu link no meu Blog, dá uma moral aí e faz uma visitinha lá.
    Abraços!!!

  6. Ei Hiro, eu tenho a Mac+ Portfolio que fizeram com você, mano, se desenha demais, impressionante e gostei muito da sua técnica de pintura no Painter, comecei a usar o programa recentemente e ainda estou apanhando um pouco, tem como você me dizer qual é a configuração do pincel q você usa? Tipo, opacidade, grain, essas coisas? E você deixa cada cor em um layer?
    vlw a ajuda já adiantado, continue desenhando desse jeito hehe, flw

  7. Além de orgulhosamente possuir uma bela coleção de bonecos de Supermen “genéricos”, cheguei a comprar umas revistas de atividades piratas d’Os Incriveis sensacionais pela cara-de-pau do tratamento (misturava Quarteto Fantástico, o Homem-Mola d’Os Impossíveis, Wolverine, o escambau!). Apesar do repudiável desrespeito aos direitos autorais, fiquei encasquetado com o assunto (seria consequência natural das sociedades que vivem em uma economia periférica, e que não podem consumir o produto original?) até vir morar na China. Aí desencanei…

  8. “encontra coleções de livros infantis a preço de alface com títulos como “Procurando Remo”, “Alabbin”, vendidos na rua por ambulantes e que parecem ter sido ilustrados por bolivianos ilegais com pressa.”

    Por favor não fale desse jeito a respeito de bolivianos ilegais…expondo dessa forma parece que tudo o que fazemos é ilegal (embora há alguns poucos que os faça por não ter escolha)…
    Meus pais são bolivianos e eu melhor do que ninguém sei o que eles passaram, a exploração que sofreram e o que eu passei para ser o que sou e ser aceita nesse país (nasci aqui, mas sofri muito por causa do preconceito vindo de pessoas que se dizem num país sem preconceitos, me refiro somente à aqueles que o fizeram contra mim…)

    ****************************************************

    Curto muito o seu blog, é realmente inspirador! Já li ele completamente e sempre espero ansiosamente por novos posts!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>