Museu dos discos horripilantes

Houve uma época na humanidade – mais exatamente na década de 70 – onde não existia bom senso, bom gosto, senso de ridículo , escalas de Pantone ou a profissão do diretor de arte e do designer gráfico.

A moda, os cabelos, os filmes pornôs dessa época não deixam saudade, mas hoje viram motivo de risada (do tipo quando você pega uma foto sua com calça boca-de-sino e vem aquele gosto amargo na boca). E vem também a imagem das chacretes com nomes criativos (Fátima Boa Viagem, Suely Pingo de Ouro, Fernanda Terremoto, e a imortal Rita Cadillac, e conselho, nunca assistam o filme pornô que ela fez e que passa de vez em quando no Sexy Hot, pois vocês nunca mais vão dormir).

Esse site é o museu dos horrores em vinil, uma compilação de dezenas e dezenas das piores capas de LP que a mente humana criou. Não encontrei um site equivalente de LPs brasileiros, mas que tem muito material canarinho que merecia entrar nessa lista. As capas abaixo são contemporâneas da trilha sonora da novela “Pai Herói” e do LP “Excelsior, a Máquina do Som”. Joga naftalina que é encrenca.

Essas são uma módica amostra do que tem lá. Capas mais pesadas com nú explícito de tirar o apetite também fazem parte do repertório.


A maldição dos Jackson ataca novamente.

Esse é o avô do Snoop Dog.

Fé à força, por bem ou por mal.

Esse ser é uma mistura do Liberace com o Mutano dos Novos Titãs.

Se para alguns o carro é uma extensão do pênis, para outros o braço da guitarra faz essa função.

Que merda é essa? Eu era lindo e inocente e acabei pulguento na sarjeta?

Quando os farofeiros vão à praia e decidem gravar um disco.

Todos meus amigos morreram, só me resta Jesus…

Esse eu tava pagando pra ouvir. Como será uma música pra cachorro gay? Como será um cachorro gay?

Como dirira Coronel Curtis, “O horror, o horror!”.

0 thoughts on “Museu dos discos horripilantes

  1. Hiro,

    eu acho que o link está errado, está apontando pra um vídeo do iutubiu, é isso mesmo?

  2. O link do site manda pra um vídeo do Youtube, Hiro.

    Acho que sei de qual site você está falando, e ele tem uma seção latina com algumas capas brazucas, mas não sei o link agora…

  3. Oi Hiro.
    Acho que você já sabe mas não custa comentar. Nesse caso o “Gay” significa alegre, “saltitante”. E já que falamos de velharias, o termo gay guy foi “traduzido” pelos Trapalhões como “Rapaz Alegre” que era justamente a tradução literal do termo. Daí pra significar o que é hoje foi um pulinho…

    Abraço

  4. Link arrumado!

    No caso do cachorro gay, a capa estava na seção homossexual do site, então a relação foi imediata.
    Coitado do buldogue.

  5. Achei uma única capa brazuca aqui: http://www.zonicweb.net/badalbmcvrs/hallofsh22.htm

    A capa ao lado, do disco do Menudo, mereceu frente e verso (!). Cara, como eu pude gostar disso um dia? Chego à conclusão, por minha própria experiência, que adolescente realmente tem muito mau gosto. Afff…

    A propósito, este comentário sobre a capa do disco Virgin Killers, do Scorpions (que está nos top ten do site), só corrobora minha tese:

    “Oh my God! I saw that Virgin Killer album when I was about 19, and thought, “She’s cute”. Now I’m 43 and I’m wondering how to hide all evidence that I had that on my computer! C. (USA?)”

  6. Pode ser o gay é que era um “dog” e o cara pôs daquele jeito só para confundir. rs rs

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>