Enchedor automático de lingüiça

O brilhante Renato Alarcão criou há algum tempo atrás um conceito chamado CRAP – Critical Response to the Art Product, um sistema randômico pra gerar um texto verborrágico e prolixo sobre arte sem nenhum conteúdo, utilíssimo em festas do amigo rico da sua esposa que você não conhece. Com certeza você conhece um tipo desses, o típico intelectual de orelha de livro e de pesquisa no Google. Ou aquele que se considera artista e que faz um trabalho que precisa vir acompanhado de um manual de instruções para ser entendido, e caso você não entenda é porque é leigo ou despreparado intelectualmente.

André Koti criou um site onde ele pega o conteúdo “CRAP” do Alarcão e transformou em algo interativo. Quem souber fazer contas de análise combinatória vai ver que o número de possibilidades de críticas vazias é gigantesco.

Nas aulas de filosofia chinesa aprendi que a grande diferença do conceito de sucesso entre o ocidente e o oriente é a maneira que os povos entendem a “expressão do sucesso”.
O nosso conceito de sucesso vem mais do conceito greco-romano, onde bons e eloqüentes oradores conseguiam atingir altos cargos e posições sociais. O conceito oriental antigo vem do silêncio; aqueles que tinham o dom de ouvir e proferir poucas palavras eram julgados mais capacitados exercer cargos importantes.

E este é o texto original escrito pelo próprio Alarcão:

Ilustração é arte?

por Renato Alarcão

Dizem que o “beijo da morte” para um artista moderno é ter seu trabalho rotulado de “ilustração”, esta arte menor, que atende a interesses puramente comerciais, dizem eles. O que falta para os ilustradores conquistarem algum respeito não é arte, mas simplesmente o discurso artístico.

A verbologia filosófica que agrega valor simbólico ao trabalho. Mas isso é passado! Após muitos estudos, elaborei um sistema bastante simplificado que permitirá a qualquer um – inclusive um ilustrador – falar como um verdadeiro artista! Veja abaixo como funciona o “Manual de Critica de Arte Instantânea”: Sentindo-se verbalmente desarticulado? Criticamente sem palavras? Ou simplesmente lamenta a falta de eloqüência ao deparar-se com o mundo das “Beaux Arts”? O Manual de Frases Instantâneas para Critica Artística, também chamado CRAP, (um acrônimo derivado do termo em inglês Critical Response to the Art Product) é a solução do problema de quem não encontra palavras para descrever com inteligência, aquilo que seus olhos vêem.

Em breve estas frases vão estar naturalmente incorporadas ao seu discurso artístico natural e você vai rapidamente colher elogios a sua percepção e insight.

Em geral, quem domina o discurso CRAP consegue até cobrar mais caro do que seus colegas verbalmente desarticulados.

One thought on “Enchedor automático de lingüiça

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>